quarta-feira, 23 de junho de 2010


Lembro-me dos teus braços entrelaçarem-se nos meus, como serpentes que esmagam cada músculo do corpo; os teus olhos vivos a sedentos da minha pele  como que se não existisse mais nada do que eu; os teus dedos brincando com os meus cabelos formando cachos tão parecidos como os das uvas, as tuas mãos formando nuvens invisíveis na minha barriga ,completando o meu ser com cada toque dos teus lábios tão macios como algodão...
Mas hoje, meu amor, busco todas estas fantasia na mais profunda vastidão , mesmo sabendo que são meras ilusões de alguém que procura o teu sangue a fervilhar de loucura  nas veias.

Autor : Ana Martins

6 comentários:

cátiaL. disse...

obrigada! e igualmente. :) vais para a universidade depois? que curso linda?

FLÁVIOMATA disse...

ó, que querida. obrigado (:

alexandrapinto disse...

que lindoo!

carolina carmo disse...

- selinho pra ti no meu blog (;

Rute disse...

Mas que lindoo !

Mariana Francisco disse...

gostei +.+ e vou seguir